Preciso fazer email marketing?
em Marketing

Preciso fazer email marketing?

Você realmente está se perguntando isso? Preciso fazer email marketing? Se quiser vender mais, lucrar mais, engajar mais, comunicar mais, interagir mais, a resposta é SIM!

Mesmo que não esteja 100% claro para você como ou o que você enviaria por email marketing para seus clientes, a primeira coisa é começar a construir a base. E aí começamos a ouvir algumas coisas:

  • Não tenho base (mas tem mais de 1000 clientes na carteira);
  • Não tenho nada para enviar por email marketing (mas tem blog, tem canal no YouTube, tem produtos, tem serviços e participa de eventos do mercado);
  • É difícil gerar conteúdo para enviar por email marketing, não tenho quem faça (mas faz postagens quase todo dia nas redes sociais);
  • Meus clientes não querem receber e-mails da minha empresa (mas eles pedem suporte técnico, normalmente com as mesmas dúvidas recorrentes);
  • Não tenho lista, posso comprar? A resposta é NÃO, NUNCA COMPRE e nem empreste base de e-mails;

Então não venha com esse papo, vá construir a sua lista, comece segmentando pelos pontos de coleta, pelas origens da sua base, por exemplo:

  • Web site formulário de contato;
  • Web site formulário de interesse;
  • Web site formulário do blog;
  • Clientes ativos;
  • Clientes inativos;
  • Leads;
  • Fornecedores;

Só aí você percebe que na verdade já tem alguma coisa para começar. E se não puder pagar uma boa ferramenta de envio de email marketing, comece então com uma gratuita, mas comece, de preferência hoje mesmo.

Motivos para enviar email marketing

  • Cerca de 90% dos e-mails que você enviar vão cair na caixa de entrada do seu destinatário, enquanto seu post nas redes sociais, por exemplo Facebook, talvez atinja 2% da sua base de fans;
  • Você cria lealdade, confiança e engajamento com a sua audiência;
  • Pode criar envios automáticos se gerar conteúdos frequentemente como por exemplo enviar os posts do seu blog, ou as publicações recentes do seu site;
  • Melhora o tráfego no seu site;
  • Aumenta os canais e também divulga os canais de comunicação ao seu público;
  • Aumenta suas vendas;
  • Aumenta até o engajamento nas redes sociais;
  • Distribui seu conteúdo mais facilmente;
  • Consegue analisar os resultados de cada envio feito;
  • Consegue segmentar a base por interesses após envios sucessivos;
  • Consegue fazer envios personalizados;

Alguns números de 2017 para email marketing

  • Gastamos em média 2,1 horas por dia lendo e-mails, e uma pessoa normal lê cerca de 122 deles diariamente (Adestra);
  • E-mail marketing deve ser responsivo, 55% deles são abertos no mobile (Blue Fountain Media);
  • Desses 55% acima, 90% são abertos em um dispositivo da Apple;
  • Campanhas de B2B tiveram taxa de cliques 47% maior do que a do B2C em 2016 (Pinpointe);
  • E-mails transacionais tem em média 8x mais aberturas e clicks do que os outros tipos de envios, e geram cerca de 6x mais vendas (Experian);
  • Existem cerca de 4,35 bilhões de contas de e-mail, que chegarão a 5,59 bilhões ao final de 2019 (Radicati Group);
  • A maioria dos usuários checa e-mail no primeiro horário da manhã, por volta das 7h30 (Adestra);
  • 73% dos millennials prefere e-mail para uso corporativo, pois é parte do dia a dia (Procurious);

Confira todos os números no Email Donuts.

Então não deixe para depois, comece seus esforços agora. Melhores os pontos de coleta no seu site, coloque diferentes tipos de formulários de opt-in, melhore a comunicação se tiver lojas físicas, peça que cadastrem seus e-mails, integre seus sistemas, respeite opt-out, mantenha uma programação de envios.

Se quiser saber mais dicas sobre email marketing de maneira descomplicada acesse o Email Donuts.

Gustavo Tagliassuchi

Gustavo Tagliassuchi é um estudioso da web e seus desdobramentos, empreendedor, especialista em desenvolvimento de software para web, pesquisador, escritor, professor, marketeiro, blogueiro, consultor e entusiasta do WordPress.

Publicar Comentário